sábado, 16 de abril de 2016

FEMINISMO NAO É NAZISMO


Eu estou vendo os comentarios da intenet dos bacacas chamando as feministas de feminazi quer dizer que estao chamando as mulheres feministas de nazistas e tambem estao chamando os gays de nazistas tambem (gayzistas) mas eles nao sabem a diferencia entre o feminismo e o nazismo,esse machistas LGBTfobicos nunca estudaram ou nunca viram uma aula de historia na escola.(como eu entendo muito de historia e alias é umas das materias preferidas da escola) que eu vou dizer que o feminismo nao é nazismo e alias eu nunca vi uma feminista matando alguem mesmo.

eu sou feminista mas eu sou uma verdadeira pessoa do bem e de paz e amor,que nunca vou bater em alguem e nem vou matar alguem

eu só nao gosto de fazer discursos de odio e com palavrao porque pra que fazer discursos de odio?
para mim o discursos de odio com palavrao nao é uma liberdade de expressao sabia só que o machismo faz o discursos de odio

As Diferencias entre o Nazismo e o Feminismo.




o nazismo matou os judeus,homossexuais e mulheres
e o feminismo nao

o nazismo torturou pessoas
e o feminismo nao

o nazismo matou e tambem torturou as mulheres
mas o feminismo nunca matou e tambem nunca torturou as mulheres

O Nazismo, conhecido oficialmente na Alemanha como Nacional-Socialismo (em alemão: Nationalsozialismus), é a ideologia praticada pelo Partido Nazista da Alemanha, formulada por Adolf Hitler e adotada pelo governo da Alemanha de 1933 a 1945. Esse período ficou conhecido como Alemanha Nazista ou Terceiro Reich.

O nazismo é frequentemente considerado por estudiosos como uma derivação do fascismo. Mesmo incorporando elementos comuns tanto da direita quanto da esquerda política, o nazismo é considerado um movimento essencialmente de extrema-direita.Os nazistas foram um dos vários grupos históricos que utilizaram o termo "nacional-socialismo" para descrever a si mesmos e, na década de 1920, tornaram-se o maior grupo da Alemanha. Os ideais do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Partido Nazista) são expressos no seu "Programa de 25 Pontos", proclamado em 1920. Entre os elementos-chave do nazismo, há o antiparlamentarismo, o pangermanismo, o racismo, o coletivismo,a eugenia, o antissemitismo/antijudaísmo, o anticomunismo, o totalitarismo e a oposição ao liberalismo econômico e político.

Efeitos
As teorias nazistas foram utilizadas para justificar uma agenda política totalitária de ódio racial e de supressão dadissidência com o uso de todos os meios do Estado. Como outros regimes fascistas, o regime nazista punha ênfase noanticomunismo e no chamado princípio do líder (Führerprinzip). Esse é um princípio-chave na ideologia fascista, segundo o qual se considera o líder como a corporização do movimento e da nação. Ao contrário de outras ideologias fascistas, o nazismo era virulentamente racista. Algumas das manifestações do racismo nazista foram:
anti-semitismo/antijudaísmo, que culminou no Holocausto;
nacionalismo étnico, incluindo a noção dos alemães como o Herrenvolk ("raça-mestra") e o Übermensch ("super-homem");
Uma crença na necessidade de purificar a "raça alemã" através da eugenia, que culminou na eutanásia não voluntária de pessoas deficientes.
O anticlericalismo faz parte da ideologia nazista, o que é mais um ponto de divergência com outros fascismos. Talvez o efeito intelectual mais importante do nazismo tenha sido o descrédito, durante pelo menos duas gerações, das tentativas de utilizar a sociobiologia para explicar ou influenciar assuntos sociais.

Feminismo é um movimento social, filosófico e político que tem como objetivo direitos equânimes (iguais) e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões opressores patriarcais, baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias que advogam pela igualdade entre homens e mulheres, além de promover os direitos das mulheres e seus interesses. De acordo com Maggie Humm e Rebecca Walker, a história do feminismo pode ser dividida em três "ondas". A primeira teria ocorrido no século XIX e início do século XX, a segunda nas décadas de 1960 e 1970 e a terceira na década de 1990 até a atualidade. A teoria feminista surgiu destes movimentos femininos e se manifesta em diversas disciplinas como a geografia feminista, a história feminista e a crítica literária feminista.

O feminismo alterou principalmente as perspectivas predominantes em diversas áreas da sociedade ocidental, que vão da cultura ao direito. As ativistas femininas fizeram campanhas pelos direitos legais das mulheres (direitos de contrato, direitos de propriedade, direitos ao voto), pelo direito da mulher à sua autonomia e à integridade de seu corpo, pelos direitos ao aborto e pelos direitos reprodutivos (incluindo o acesso à contracepção e a cuidados pré-natais de qualidade), pela proteção de mulheres e garotas contra a violência doméstica, o assédio sexual e o estupro pelos direitos trabalhistas, incluindo alicença-maternidade e salários iguais, e todas as outras formas de discriminação.

viram que o feminismo nao tem nada a ver com o nazismo,quero que voces pesquisem as mortes causadas pelo feminismo no google e depois voces falam e alias vao estudar historia.

O machismo,LGBTfobia e o nazismo matam sim e o feminismo nao matou alguém

fontes wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário